A Cidade

Foto do largo junto à Câmara Municipal de Vila Real

De origem Romana e raízes no Paleolítico, limitada a norte por Espanha, mas de origem bem lusa, ergue-se, a quase 500 metros de altitude, entre o Corgo e o Cabril, a majestosa cidade de Vila Real! D. Dinis, primeiro da sua linhagem e sexto da dinastia de Portugal, fundara, em meados de 1289, a cidade que se tornaria capital de Trás-os-Montes. Outrora chamada “Corte de Trás-os-Montes”, dada a sua importância para os nobres da época, é agora uma cidade revitalizada e em exponencial crescimento. 

Presenteada com a beleza das encostas da Serra do Alvão, a cidade transmontana oferece bem mais que a sua beleza irrefutável! Tradição, cultura, ensino e história são palavras de ordem na região. Com o emergir da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em meados de 1986, a capital de distrito, afirmou-se como uma das cidades mais relevantes em todo o país. De ambiente calmo e extremamente afável, esta cidade, de personalidade vincada, nada deixa a desejar relativamente a outras grandes metrópoles. Inserida num meio mais rústico, não deixa que o mesmo seja um se não, tornando-o uma mais-valia. Nas últimas décadas, o seu crescimento tem sido notório a nível demográfico, social, económico e também a nível de estruturas e serviços. Turismo, saúde e ensino são igualmente áreas com um desenvolvimento que se prevê próspero. Neste sentido, Vila Real, tem-se tornado uma cidade aliciante para o investimento externo. 

Vários são os pontos de referência que esta nobre cidade, entre o litoral e o interior, tem para oferecer. Vasta é a gama que conta com edifícios históricos que datam do século XVII, como o Palácio de Mateus. Para os amantes da natureza, o Parque Natural do Alvão e as Fisgas do Ermelo são pontos de passagem obrigatória. Porém, o ex-libris da cidade passa pelo Douro Vinhateiro. Remota a 1756, como a região demarcada mais antiga do mundo, concebida pelo governo de Marquês de Pombal que foi mais tarde reconhecida e galardoada como património mundial. Terra de inúmeros encantos, reino do maravilhoso, como tão bem lhe avocou Miguel Torga, o Douro Vinhateiro é o exemplo exímio da fusão entre tradição e modernidade, representa um macro histórico na produção vinícola de excelência até aos dias de hoje. Além de presenteados com magníficas e inatas paisagens, os durienses veem nesta região um forte impulso ao turismo e ao aumento das receitas produzidas na região. 

Sentimento de pertença, familiaridade e uma enorme saudade, é o denominador comum a todos que se cruzam com a princesa transmontana, de passagem ou para ficar, a indiferença não entra na equação!


Parcerias

  • GoUpBuzZ
    Utad
    C.M. Vila Real